Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago atende 130 mulheres em mutirão de mamografias em Pinheiro (MA)

18 de Maio de 2017

Iniciativa reduz a fila de espera pelo procedimento na região e auxilia na prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama

O Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago, em Pinheiro (MA), atendeu 130 mulheres durante o mutirão de mamografia realizado na unidade entre os dias 15 e 17 de maio.

A ação foi idealizada para reduzir a fila de espera pelo exame. Além das moradoras de Pinheiro, mulheres acima dos 40 anos de Zé Doca e Viana também realizaram o exame. Enquanto aguardavam o atendimento, cada paciente recebeu uma rosa.

No primeiro dia do mutirão foram feitos 41 exames. Na terça-feira (16/5), 42 mulheres tiveram acesso ao serviço e, na quarta-feira (17/5), 47 pacientes realizaram a mamografia, totalizando 130 exames. O mamógrafo instalado no hospital, sob gestão do Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde, é o primeiro da Baixada Maranhense. Desde a implantação do serviço, em outubro de 2016, já foram realizadas 1.492 mamografias.

O procedimento preventivo detecta qualquer alteração suspeita e o câncer de mama, além de auxiliar o médico no diagnóstico precoce e tratamento. A moradora de Pinheiro, Silvene Pinto Araújo, 46 anos, destacou a importância da ação. “Estou esperando o exame há cerca de um ano e meio. Muitas mulheres precisam, assim como eu, e não faziam porque a dificuldade era muito grande e o mutirão resolveu esse problema”, pontuou.

No momento do exame, Silvene contou como descobriu uma alteração na mama ao fazer o autoexame.  “O autoexame é um salvador de vidas. Eu tinha um nódulo na mama esquerda e descobri fazendo ao fazer o toque na mama.”

Denise Boás, diretora-geral do hospital, disse que o diagnóstico precoce da doença ajuda a tornar o tratamento eficaz. “Se diagnosticada com antecedência, as chances de cura da doença aumentam. O hospital teve como objetivo atender o maior número de mulheres da região na faixa etária de risco para prevenir a doença.”